Como escolher a universidade ideal no exterior?

Lisandra Matias – Jornalista
08/06/2020

Primeiro passo é definir o curso de graduação – histórico escolar, nível de inglês, condição financeira e propósito pessoal são fatores que também devem ser levados em conta

Definir a instituição de ensino superior que vai carimbar o seu diploma é tão importante quanto escolher o curso que será seguido. Então, uma vez estabelecida qual será a sua graduação, o passo seguinte é focar na busca por uma universidade que atenda às suas necessidades e combine com o seu perfil.

“O estudante deve escolher a universidade em função do curso, e não o contrário. Com base na sua realidade, histórico escolar e nível de inglês, ele precisa ter claro o que tem a oferecer e ver qual instituição de ensino superior pode aceitá-lo para o curso que ele quer. Sempre haverá uma universidade que terá condições de acolhê-lo”, diz Raimundo Sousa, diretor da OK Student Brasil, consultoria especializada em cursos de graduação e pós-graduação no Reino Unido.

Sousa lembra que a média com a qual o estudante termina o Ensino Médio não é o único fator decisivo para entrar numa universidade no país. Tanto é que as candidaturas começam quando se inicia o 3º ano do Ensino Médio, ou seja, quando essa média ainda não foi fechada. “Se ele apresentar boas notas nas disciplinas estruturais do curso escolhido, a avaliação que a instituição de ensino superior faz, costuma ser baseada na análise individual do candidato, no sentido de entender quem é aquele estudante, qual é a sua vocação e seus sonhos e se ele está alinhado aos valores da universidade.”

Uma possibilidade que os estudantes podem considerar nesse processo de escolha da universidade, dependendo da situação, é fazer um projeto acadêmico para atingir o seu objetivo. Por exemplo, alguém que queira um curso muito concorrido, como Medicina, pode ingressar em outra opção, como Ciências Médicas, e depois progredir para Medicina. “Isso acontece também com outras áreas e mostra a importância da consultoria educacional, pois ela auxilia não apenas na escolha do curso e da faculdade, como ajuda a desenhar um trajeto para alcançar o objetivo do estudante, oferecendo várias opções”.

O diretor observa que, dependendo da área escolhida, variáveis como o histórico escolar e o nível de inglês podem fazer diferença. Quem quer um curso na área de Artes, por exemplo, precisará ter um portfólio e bom aproveitamento nas disciplinas relacionadas ao tema. Já o nível de exigência em inglês está diretamente ligado ao curso que se pretende, e vai pesar mais para carreiras que exigem uma comunicação mais efetiva, como Direito e Psicologia. Uma dica que ele dá para quem precisa melhorar o idioma é fazer um curso preparatório de um ano, chamado de foundation year, na própria instituição de ensino superior. Nesse curso, o aluno terá um mínimo de 50% da carga horária voltada para elevar o seu nível de inglês.

Condição financeira e propósitos

Outro aspecto fundamental para a escolha da universidade é que ela esteja alinhada à condição financeira do estudante, não só em termos de valor do curso — uma mesma graduação pode variar de £12 mil a £26 mil, dependendo da instituição — mas da disponibilidade de recursos para viver no exterior.

“Isso vai depender também se o estudante tem planos de trabalhar lá ou não. É possível estudar numa universidade localizada em uma cidade menor, onde o custo de vida é mais barato, mas haverá maior dificuldade para encontrar trabalho. Ou numa cidade maior, como Londres, que é mais cara, mas onde é possível conseguir trabalho com razoável facilidade.”

Diferentes propósitos também terão implicações nessa decisão, como morar em uma cidade que agrade mais ou menos a pessoa ou então querer apenas uma determinada instituição, como Cambridge, e estar disposto a viver, por exemplo, num local mais caro do que Londres e com menos possibilidades de trabalho. “Tudo isso tem que ser avaliado para tomar a decisão. Vai ser uma questão também do quanto a pessoa está disposta a se sacrificar para atingir o seu objetivo. A escolha da universidade implica na análise de todas essas variáveis para chegar na universidade ideal para aquele candidato”.


Últimas publicações
Berço da música
Mestrado e doutorado no Reino Unido
Irlanda do Norte: uma excelente opção para sua graduação