Ano Zero

O que é e a quem se destina?


O Ano Preparatório, também conhecido por Ano Zero ou Foundation Year, são programas de um ano oferecidos por universidades britânicas e colégios de ensino superior que preparam os estudantes para ingressarem no primeiro ano de um curso universitário no Reino Unido.


Esses programas destinam-se àqueles estudantes internacionais que não atendam aos requisitos mínimos para serem admitidos diretamente no primeiro ano do curso ou desejem preparar-se melhor, tanto nas disciplinas básicas do curso quanto no nível de inglês.


As universidades, cientes de que os sistemas educacionais são muito diferentes de país para país, oferecem programas básicos para nivelar e adaptar os estudantes internacionais ao sistema educacional britânico. Eles também costumam ser oferecidos a estudantes que estão fora das aulas há muitos anos e decidem estudar para obter um diploma universitário.


O Ano Preparatório possui programa curricular diferente dependendo da área de estudo para a qual o aluno pretende seguir, assim o programa para um aluno de um curso de ciências é diferente de artes ou engenharias. O Ano Preparatório é ministrado pelas próprias universidades ou por colégios associados, geralmente localizados no próprio campus da universidade e que têm acordos diretos com a universidade para a progressão dos alunos para o 1º ano após o final do Ano Zero. Nos casos em que frequentam um colégio associado, os alunos também são considerados estudantes de pleno direito na universidade, podendo fazer uso das instalações como qualquer outro.

Tipos de Ano Preparatório


Existem vários tipos de programas de Ano Preparatório que possuem características ligeiramente diferentes umas das outras.


Existem programas básicos mais genéricos que dão acesso a uma série de cursos dentro da mesma área de ensino. Esse tipo de programa geralmente é composto por duas ou três disciplinas principais e, em certos casos, permitem especialização em disciplinas mais específicas, permitindo a escolha de uma disciplina opcional. É ideal para estudantes que não estão suficientemente certos a respeito do curso que desejam seguir e precisam de mais conhecimento para ajudá-los a decidir.


Por outro lado, existem programas mais direcionados que dão acesso a um curso específico. Normalmente, esses programas são chamados de curso prolongado, pois basicamente eles integram o Ano Preparatório ao programa de estudos do curso escolhido, estendendo-o por um ano.


Esses dois programas podem permitir a progressão automática para o primeiro ano de curso superior, desde que seja aprovado ao final do ano. Em alguns casos, no entanto, a progressão não é garantida, e você precisará solicitar a admissão como se fosse um processo separado.

Preciso fazer um Ano Preparatório?


Como já mencionamos, o Ano Preparatório pode ser um requisito necessário imposto pela universidade devido ao aluno oriundo de determinado país não atender aos requisitos mínimos para acesso ao 1º ano (razões de nivelamento), ou pode ser uma escolha voluntária do aluno para prepare-se melhor, adaptar-se ao sistema britânico ou quando não estiver claro qual carreira deseja estudar exatamente (motivos pessoais).


Deixando de lado os motivos pessoais, nos seguintes casos a universidade geralmente solicita que os alunos completem o Ano Preparatório, a fim de lhes dar acesso ao 1º ano do curso:


Estudantes brasileiros: Até há relativamente poucos anos o número de anos de escolaridade no Brasil era inferior ao que os estudantes ingleses frequentavam. Por essa razão, a maioria das universidades britânicas ainda exige que os estudantes brasileiros frequentem o Ano Preparatório. Existem várias exceções em que é permitido ao estudante ingressar diretamente no 1º ano do curso superior. A OK Student assessora os estudantes brasileiros a estabelecer a melhor estratégia individual.


Tipo de ensino Médio estudado: devido a diferenças nos sistemas educacionais, a esmagadora maioria das universidades britânicas exigem aos alunos que não frequentaram A Level, ou um International Baccalaureate, que façam um Ano Preparatório.


Tempo decorrido desde o último ano de estudos: Para garantir uma adaptação correta, as universidades geralmente solicitam esse programa a estudantes que estão fora da sala de aula por vários anos (geralmente 3 ou mais anos, dependendo da escola). Disciplinas não estudadas: Para ingressar em determinados cursos, é requisito que os alunos tenham cursado disciplinas específicas, por exemplo, física e matemática para engenharia, biologia e química para medicina. Caso contrário, a universidade exige que o aluno faça o Ano Preparatório específico para o curso que pretende seguir, a fim de obter as bases necessárias.


Nível de inglês insuficiente: se você não obteve a nota de inglês exigida pela universidade e não desejar perder o ano seguinte estudando apenas inglês, o Ano Preparatório é uma boa opção, já que lhe é exigido para ser admitido um nível de inglês inferior ao exigido para o 1º ano de curso e, durante esse ano, para além de disciplinas alinhadas com o curso que pretende frequentar, o aluno estuda inglês de forma intensiva – especialmente o escrito e acadêmico.


Se você se enquadrar em alguma dessas situações, precisará fazer o Ano Preparatório ou concluir o 1º ano numa universidade brasileira. É importante salientar que se a pretensão for Oxford, Cambridge ou Imperial College, terá obrigatoriamente que obter uma das duas únicas certificações aceitas por essas universidades: o Certificado de Graduação Preparatória (UPC) ministrado pela University College London (UCL) ou o Warwick International Foundation Program (IFP) ministrado pela Warwick University. Ou então, concluiu pelo menos um ano de estudos universitários no Brasil. Deve-se, no entanto, alertar que a obtenção de um desses certificados não garante a entrada nas três universidades mencionadas, uma vez que elas procuram estudantes excepcionais com registros acadêmicos brilhantes e perfis não acadêmicos muito fortes.

Tipos de Ano Preparatório


Devido à grande variedade de programas disponíveis, pode ser complexo para você fazer a seleção da opção mais vantajosa ou interessante.


Por esses e outros motivos, oferecemos nosso serviço de consultoria e gerenciamento de acesso às universidades britânicas, através dos programas Ano Preparatório e 1º Ano Internacional ou diretamente no 1º ano do curso.

1º Ano Internacional


Este tipo de programa merece menção especial. Embora não seja estritamente um Foundation Year, tem várias características semelhantes, mas ao mesmo tempo são bastante únicas.


Algumas universidades no Reino Unido desenvolveram esses tipos de programas em conjunto com Colégios parceiros. Como o Foundation Year, têm requisitos de acesso um pouco inferiores aos do primeiro ano de curso, aulas intensivas de inglês, apoio ao aluno e compartilha muitas matérias com o programa oferecido no primeiro ano do curso. A diferença é que, no final desse ano, o aluno progride diretamente para o 2º ano de curso. Como mencionamos, esses programas são geralmente ministrados por colégios associados às universidades e geralmente estão localizados no mesmo campus universitário ou muito próximo a ele.